A Liberdade de obrigar a sociedade

Intervenção no Rio de Janeiro, escalada da violência, mortes, problemas na saúde pública, superlotação de hospitais, filas de meses para atendimento médico especializado, educação precária, notas ruins em testes internacionais…. Puxa Fernando, você está negativo hoje heim?

FM_por_smartphone

PUBLICIDADE

Eu peço licença a você leitor do Balanço Focado, para que em meio a técnicas de produtividade, métodos para nos tornar pessoas melhores, mais equilibradas e realizadas, eu faça, vez ou outra, uma visita à realidade que nos rodeia para ajudar na reflexão de como as coisas estão e assim termos um vislumbre, um lampejo, de como elas poderiam ser.

Faço isso, não com o objetivo de chocar você. Não me causa nenhum prazer explorar a dor de forma sensacionalista. Meu objetivo é o de ajudar você e quem mais eu puder impactar de que há uma área de responsabilidade de todos nós que foi negligenciada por muito tempo. Cidadania não se exerce exigindo direitos. Cidadania se exerce, participando da sociedade, ativamente, para torná-la um lugar melhor para quem vem depois.

Eu tento fazer isso em duas frentes, compartilhando minhas ideias aqui contigo e juntos podermos criar um pensamento crítico e com repertório mais robusto sobre as coisas e com isso podermos influenciar positivamente a sociedade (ao menos aquela que está próxima de nós) e incutindo em meus filhos os valores que me trouxeram até aqui onde estou. Dessa forma eu busco fazer um mundo melhor para meus filhos, e filhos melhores para esse mundo.

Estranheza

Dito isso, quero compartilhar aqui a estranheza que senti quando vi um artigo no Boletim da Liberdade sobre um Projeto de Lei que quer obrigar que todos os smartphones (todos, inclusive os importados) tenham a tecnologia de recepção de rádio FM…

Notícia veiculada pelo Boletim da Liberdade em 11/03/2018

O Projeto

Vamos aos fatos então:

O Projeto de Lei 8438/17 de autoria do Deputado Sandro Alex (PSD/PR) e que está sendo tocado agora pelo Deputado Paulo Magalhães (PSD/BA), prevê obrigar os fabricantes a instalarem a funcionalidade de recepção de sinais de rádio em frequência modulada (FM) nos aparelhos celulares. Mesmo os importados serão obrigados pela lei a oferecer a tecnologia sob a esfarrapada desculpa de não gerar “assimetria” e tornar os importados “mais competitivos” por não ter a tal recepção de FM. Sacou aqui? Eles SABEM que é um troço que não é vantagem ter, então todos os aparelhos precisam ser prejudicados de forma igual.

Oh Estado, às vezes eu me assusto com as suas “soluções”.

Agora um fato curioso é que o autor do projeto é filho de dois sócios da Rádio Mundi FM, localizada em Ponta Grossa, Paraná. Veja a imagem abaixo obtida no site O Diário Nacional:

Eu faço a derradeira pergunta: se você amigo leitor, ou mesmo eu, não pedimos isso ao querido Deputado Sandro Alex, quem na verdade se beneficia dessa lei?

Reflita que é para esse tipo de gente que estamos delegando importantes decisões que afetam nossas vidas. A mim esse projeto parece uma violação da confiança depositada no referido Deputado junto com quem o apoia e faz ir em frente um projeto como esse.
Tem jeito de resolver? Eu tenho certeza que sim. Outubro está chegando. Com ele está na hora de fazer como no famoso programa americano de executivos quando estes não entregam o resultado aos acionistas: You are fired! Fica ligado para não levar gato por lebre.

Um abraço focado,

Fernando Sobrinho

Aproveite as promoções na Loja de Eletrônicos da Amazon. Antes que um deputado resolva obrigar a implantar uma gerimboca da parafuseta.

Não fique aí quietinho, se quiser dar um pitaco, esse espaço aqui é seu!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.